Notícias Assistência Técnica e Gerencial do Senar Maranhão é referência para estados brasileiros 07-01-2019
Print Friendly, PDF & Email

Equipe técnica do Senar recebe representantes do Ceará. 

Mais um estado da Federação acaba de visitar o Senar Maranhão, para conhecer o trabalho desenvolvido pela equipe do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) nas cadeias de carne e couro, arroz, piscicultura, leite, hortifruticultura e agora, suinocultura.

Trata-se do Senar Ceará, representado pelo superintendente Sérgio Oliveira da Silva, pelo consultor, José Ribeiro e pela assessora jurídica, Jussara Dias. Durante dois dias eles conheceram por meio de apresentações via slides e depoimentos, a metodologia empregada pelo grupo de supervisores de campo e pelo gerente de ATeG, Epitácio Rocha.

A essa, somam-se quatro visitas ao Senar Maranhão, com o objetivo de ver de perto as experiências exitosas praticadas por esta administração, somente em 2018. Representantes da entidade no Piauí (PI) e na Amazônia (AM), foram os primeiros a conhecer as ações de ATeG, implementadas no programa Mais Produção, do Governo do Estado, executado pelo Senar nas diversas regiões do estado, com resultados que se destacam em todo o país.

Atividades

Além destes, também conheceram as práticas de ATeG, os estados de Pernambuco, Bahia, Sergipe, Amapá, Tocantins, Pará e Acre, durante a I Missão ATeG, realizada em novembro passado, pelo Senar/Administração Central, (Brasília), na região tocantina, quando na ocasião, foram apresentados as atividades que envolvem o dia a dia nas fazendas Mariazinha (Açailândia) e Rancho Dois Irmãos (Imperatriz).

Ambas as propriedades, são acompanhadas por técnicos do programa Mais Produção, supervisionados pelo Senar. Na última propriedade, encerrou-se a I Missão, com o Dia de Campo, com apresentação, pelo supervisor, Egon Bastos e pelo técnico responsável, Michael Douglas, das práticas aplicadas e da boa interação entre a entidade e o produtor rural.

“O principal produto que a entidade tem hoje é a Assistência Técnica e Gerencial, e, de todos os programas o que tem mais se destacado é este modelo, é a nova forma de levar tecnologia aos produtores. E, nós do Maranhão, como somos a primeira Regional a implantar a ATeG, desde 2014, adquirimos ‘know how’ com o qual passamos a interagir com outras Regionais”, disse o gerente de ATeG do Senar/Maranhão, Epitácio Rocha.

No entendimento do superintendente do Senar/Ceará, Sérgio Oliveira, o modelo de trabalho desenvolvido no Maranhão, tem se destacado pelo empenho de toda a equipe técnica, mas também dos gestores e das parcerias entre Sindicatos e governo estadual.

“O Senar/Ceará já vem trabalhando há uns três anos com assistência técnica e gerencial, mas, o Maranhão tem um modelo diferenciado, já que mantém parceria com o Governo do Estado e foi isso que nos atraiu”, disse ele, elogiando a equipe responsável pela ATeG maranhenses: “A estrutura de supervisão do Senar/Maranhão tem sido o diferencial do programa. Vale destacar que a equipe está muito unida, é muito competente e por isso tem dado muito certo”, destacou ele.